Mato Grosso,
Domingo,
15 de Setembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Entrevistas

30/05/2019 | 08:17 - Atualizada em 30/05/2019 | 08:47

Saiba como ser doador de medula óssea, é simples e pode ser compatível com uma vida

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 80 doenças diferentes estão relacionadas ao sangue e podem ser tratadas com o transplante de medula óssea.

Em Mato Grosso, a Semana Estadual da Importância da Conscientização da Doação de Medula Óssea, sancionada por meio da Lei 9.807/2012, tem despertado a população para o esclarecimento acerca do cadastro voluntário consciente.

Para debater o assunto, foi dado início a Semana de Conscientização com o evento “III Encontro de Conscientização sobre a doação de Medula óssea em Mato Grosso” na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. 

site tvmaisnews realizou uma entrevista com a diretora geral do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, para esclarecer sobre dúvidas sobre o cadastro, doação e transplante de medula. 

Quem pode doar?

Para efetuar o cadastro a pessoa tem quer até 55 anos de idade mas, pode doar até 60 anos. Ter uma boa saúde é fundamental para fazer o procedimento”.

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário:


– Ter entre 18 e 55 anos de idade.
– Estar em bom estado geral de saúde.
– Não ter doença infecciosa ou incapacitante.
– Não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.
– Algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

A lista de espera é grande devido à dificuldade de compatibilidade, são vários pacientes no Brasil e no mundo aguardando um transplante. “O Brasil é o terceiro maior banco de medula óssea do mundo. Porém, precisamos do maior número possível de doadores de diferentes etnias”. 

Onde doar?

A doação é realizada apenas no MT Hemocentro, em Cuiabá. “Não precisa de agendamento, é uma doação simples. Só é necessário quando vem caravana do interior, às vezes, reúnem cerca de 40 pessoas e é preciso fazer uma organização”.

Coleta e Transplante

Para fazer o cadastro é retirado de 5 a 10 ml de sangue, uma coleta normal no braço como se faz um exame laboratorial. Após o genótipo da pessoa for compatível ao receptor dá-se início a segunda etapa que consiste em a realização outros exames para constatar a sorologia de HIV, hepatites assim como outras doenças eu a pessoa possa ter. 

O terceiro passo é propriamente a doação da medula que pode ser feita por aferis, uma máquina onde sai o sangue dela e coleta somente as células troncos ou também pode ser feita através de numa pulsão na região do ilíaco. Tudo vai depender do procedimento do médico”.

Dependendo da doença e da fase em que se encontra, o paciente pode se beneficiar com uma forma específica de doação, o médico vai orientar a respeito da melhor forma de coleta de células.

Após de um evento como o Fórum realizado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, aumenta a procura de doadores e também desmitificar sobre o cadastro para ser doador. “Nós percebemos isso desde quando começamos os encontros, a cada ano aumenta os candidatos a doação de medula óssea”.  

A finalidade do encontro é sensibilizar a sociedade sobre o assunto e ainda esclarecer como é realizada a coleta, o cadastro e levar informações as pessoas do interior do estado. 

Medula Óssea

Medula Óssea é a matriz do sangue, ela contém as células mãe (células tronco) que dão origem aos glóbulos brancos e plaquetas. A medula se localiza na parte interna dos ossos, popularmente conhecida como "tutano do boi". A maior dificuldade encontrada à realização do transplante de Medula Óssea é a compatibilidade, a chance de encontrar uma medula compatível pode chegar de 1 para 100 mil doadores.

O MT - Hemocentro disponibiliza todas as condições técnicas e segurança às pessoas que desejam ser Doadoras Voluntárias de Sangue e às pessoas que têm a intenção de fazer o seu cadastro para serem doadoras de Medula Óssea.

Transplante

O transplante de medula óssea é indicado para as pessoas que têm doenças que comprometem a produção de sangue pela medula, como a leucemia, hemoglobinopatias, em crianças com doenças genéticas ou nos casos de aplasia de medula. 

As pessoas que necessitam ser submetidas ao transplante de medula óssea devem fazer os seus cadastros no REREME – Registro de Receptores de Medula Óssea.
O transplante de medula óssea pode beneficiar o tratamento de cerca de 80 doenças em diferentes estágios e faixas etárias.
Além disso, o doador ideal (irmão compatível) só está disponível em cerca de 25% das famílias brasileiras – para 75% dos pacientes é necessário identificar um doador alternativo a partir dos registros de doadores voluntários, bancos públicos de sangue de cordão umbilical ou familiares parcialmente compatíveis (haploidênticos).

Para aumentar a probabilidade de êxito na localização, é fundamental manter os dados cadastrais atualizados no REDOME.

O MT Hemocentro fica localizado na Rua 13 de Junho, 1055 - Centro Sul, Cuiabá. Próximo ao Hospital Geral. Horário de atendimento: 07h30 às 17h30. Telefone: (65) 3623-0044

Gostou da entrevista?  Compartilhe.
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet