Mato Grosso,
Segunda-feira,
18 de Janeiro de 2021
informe o texto a ser procurado

Notícias / Você viu?

08/12/2020 | 08:04

Rainha Elizabeth não vai furar a fila da vacina, diz jornal

Redação TV Mais News

Rainha Elizabeth não vai furar a fila da vacina, diz jornal

Foto: Getty Images

A rainha Elizabeth II e seu marido, príncipe Phillip, devem estar entre os primeiros a receberem a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer/BionTech, que começa a ser aplicada no Reino Unido nesta terça (8). A tendência é que o casal monarca seja imunizado nas próximas semanas, quando o programa de vacinação promete alcançar pessoas do grupo de risco com mais de 80 anos.

O cronograma prioriza residentes idosos de asilos e seus cuidadores, mas não deve demorar para que o segundo grupo seja vacinado. Segundo o jornal The Telegraph, a rainha não vai furar a fila por se tratar de uma questão médica e privada.

"A realeza é realeza, mas os assuntos médicos são privados. Se eles decidirem receber a vacina, é uma questão deles. Se eles decidirem ir a público, novamente é a decisão deles - mas eles certamente não querem ser vistos pulando na fila e não o farão", disse ao periódico uma fonte próxima à família real.

A expectativa é que a rainha Elizabeth, de 94 anos, e o duque de Edimburgo, de 99 anos, tornem público assim que forem imunizados.

O anúncio, portanto, é visto como um gesto impactante contra o movimento antivacinação, sobretudo por ministros e pelo Sistema de Saúde Nacional do Reino Unido (NHS), que vêm discutindo uma lista de "celebridades sensatas" que influenciem outras pessoas a tomarem o imunizante.

Em 1957, a rainha externou que o príncipe Charles e a princesa Anne, à época com 8 e 6 anos respectivamente, haviam sido vacinados contra a poliomielite, o que ajudou a aliviar as preocupações acerca de efeitos colaterais.

Além da rainha, o atacante do Manchester United e da seleção inglesa Marcus Rashford, engajado em causas sociais, é outro nome considerado ideal para a campanha, de acordo com o The Guardian.

Segundo o The Sunday Times, o príncipe Charles, de 72 anos, a duquesa de Cornwall, Camila, de 73, e o duque e a duquesa de Cambridge, ambos de 38 anos, também devem encontrar maneiras de divulgar quando forem vacinados. Se não receberem tratamento especial, Charles e Camila estariam no quarto grupo a ser imunizado, conforme o cronograma.

Entre a família real britânica, os príncipes Charles e William já foram infectados pelo coronavírus. Outros membros da realeza europeia também contraíram a doença, como a princesa Miguel de Kent, o príncipe Carl Philip e a princesa Sofia da Suécia, o príncipe Albert II de Mônaco e Karl von Habsburg, o arquiduque da Áustria.

A rainha e o príncipe Phillip passaram os dois lockdowns no país isolados no Castelo de Windsor. Eles estão amparados por uma seleta equipe de funcionários.

Fonte - Época 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet