Mato Grosso,
Quinta-feira,
18 de Agosto de 2022
informe o texto a ser procurado

Notícias / Brasil

05/01/2022 | 16:36

Bolsonaro alfineta Ivete Sangalo: “Estamos mexendo na Lei Rouanet"

Durante show na noite da última quarta-feira (29), a cantora puxou coros contra o Presidente da República

Redação TV Mais News

Bolsonaro alfineta Ivete Sangalo: “Estamos mexendo na Lei Rouanet

Foto: Reprodução/ Flickr Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (PL) alfinetou a cantora Ivete Sangalo e o ator Zé de Abreu após receber alta hospitalar do Vila Nova Star, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (5).

“Ela [Ivete Sangalo] está chateada, o Zé de Abreu está chateado, porque acabou aquela teta gorda deles, de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet e defender o presidente de plantão. Não quero que me defendam, quero que falem a verdade a meu respeito. Fizemos muita coisa”, disse.

Durante um show na noite da última quarta-feira (29), no Rio Grande do Norte (RN), Ivete Sangalo puxou coros contra o Presidente da República. No dia seguinte, viralizaram cenas da cantora e seus fãs gritando: “Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*”. 

Como forma de provocação, Ivete ainda pediu para que o público cantasse mais alto. “Não ouvi, está baixinho. Vai acabar escutando de tão alto que foi”, disse. A artista de 49 anos foi criticada em diversos momentos por não se posicionar contra Jair Bolsonaro (PL).

“Estamos mexendo na Lei Rouanet. Quando entrei no governo, o limite para artistas era de R$ 10 milhões por ano. Eu passei imediatamente para R$ 1 milhão. Estou conversando com o Mario Frias agora e vamos passar, nos próximos dias, para R$ 500 mil. Queremos atender àquele artista que está começando a carreira, e não figurões ou figuronas como a querida Ivete Sangalo”, completou Bolsonaro.

Em resposta, o ator Zé de Abreu publicou um vídeo em suas redes sociais cantando: “Ei, Bolsonaro, enfia a Rouanet no c*”.

O chefe do executivo foi diagnosticado com uma obstrução intestinal. Na última terça (4), os profissionais que acompanhavam o quadro de saúde dele descartaram a necessidade de uma cirurgia. A obstrução se desfez apenas com medicações. Bolsonaro havia dado entrada no hospital da capital paulista na madrugada da última segunda-feira (3). Ele interrompeu as férias que fazia em Santa Catarina após sentir dores na região do abdome.


cultura.uol
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet