Mato Grosso,
Domingo,
21 de Abril de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Menos é mais

04/02/2019 | 09:46

Dr. Bumbum volta a causar polêmica e compara seu caso a eleição de Bolsonaro

Olhar Direto

Solto desde a última quarta-feira (30), após passar quase seis meses detido, apontado como responsável pela morte da gerente bancária de Cuiabá, Lilian Calixto, que morreu após passar por um procedimento estético em seu apartamento, no Rio de Janeiro (RJ), o médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como 'Dr. Bumbum', usou suas redes sociais para desabafar sobre como o caso foi exposto pela mídia. Na publicação, ele cita como exemplo as "calúnias" sofridas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a eleição  e afirma que o país há "mais de uma década viveu uma realidade separatista e agressiva".

“Vimos um presidente se eleger em meio a uma multidão de fakenews, calúnias e até mesmo um atentado de morte, e após isso, ainda muito mais fortalecido, já começa a mudar um país que parecia destinado a destruição e ao descrédito, pois durante mais de uma década viveu uma realidade separatista e agressiva, que, manipulado para assim se enfraquecer, torna mais fácil o desejo de quem só quer a mentira”, refletiu o médico, em sua conta no Instagram, onde tem mais de meio milhão de seguidores.

Na publicação o médico utilizou uma foto de seu filho, que nasceu enquanto ele estava preso no complexo penitenciário de Bangu e disse que parte da mídia manipulou informações que acabaram o prejudicando.

Furtado foi preso pela Polícia Civil do Rio de Janeiro em Julho do ano passado, após realizar um procedimento estético, que pode ter resultado na morte da bancária mato-grossense Lilian Calixto.

Na última terça-feira (29), os desembargadores da 7ª Vara Criminal do Rio aceitaram, por unanimidade, pedido de habeas corpus feito pela defesa do médico, que a partir de então cumprirá medidas cautelares em sua casa.

Em suas redes sociais, o médico também disse que a decisão atesta sua inocência e apresentou exames, que segundo ele, comprovam que a bancária morreu por conta de um infarto miocárdico agudo, e que deveria ter sido diagnosticado, além de tratado pelo hospital que a atendeu.

Amizade com Cabral

Na última sexta-feira (01), um dia após ser solto, Denis Furtado voltou a ser notícia ao afirmar que deu conselhos médicos ao ex-governador Sérgio Cabral e a outros detentos enquanto esteve preso no complexo penitenciário de Gericinó.

Ele contou, ainda, que aconselhava presos que reclamavam de desconforto ou dor.

"Se estudei e tenho conhecimento para pegar ritmo cardíaco, pressão, saber se alguém está sentindo dor, tenho que ajudar. Não eram atendimentos, mas avaliações. Lá, na cadeia, não há médicos. O atendimento é precário" disse.

Em seu Instagram, o dr. Bumbum afirmou que foi parabenizado por Cabral por ter conseguido a libera. Na publicação, o médico também defendeu o procedimento realizado na bancária cuiabana Lilian Calixto.

"Bioplastia é uma injeção. É para ser feita em consultório. E um consultório pode ser montado em qualquer lugar onde exista conforto, estrutura e o suficiente suporte médico para o objetivo proposto", escreveu.
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet