Mato Grosso,
Sábado,
21 de Setembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Variedades

11/03/2019 | 09:50

Após doações, menino com câncer nos ossos consegue ir para SP

Midia News

Após doações, menino com câncer nos ossos consegue ir para SP

Foto: Reprodução

Depois de uma campanha idealizada por um jovem que se sensibilizou com sua história, João Davi Santos conseguiu arrecadar recursos - e cerca de R$ 10 mil - viajou para São Paulo na tarde deste sábado (9). O menino de 10 anos tem osteossarcoma, câncer raro que atinge as células formadoras dos ossos e precisa de tratamento especializado.

O garoto estava internado no Pronto Socorro de Cuiabá desde dezembro de 2018. Depois da vaquinha organizada pelo jovem Deyvid Duailibi, 28 anos, amigos e familiares do menino também se mobilizaram em outras formas de arrecadação.

“Eu sou muito agradecida ao Deyvid por ter tido essa iniciativa. Depois disso, meu pai decidiu fazer uma rifa de uma televisão e começou a distribuir”, conta Lauren Samanta Santos, mãe de João Davi.

A mãe de Lauren também ajudou na campanha, compartilhando postagens no Facebook. A mobilização de amigos e familiares resultou em doações direto na conta.

Deyvid afirmou que a grande maioria das doações começou a chegar depois que a matéria sobre a “vaquinha online” foi publicada na última quarta-feira (6). “Vou deixar arrecadando até o final da vaquinha. Esse dinheiro vou deixar para eles usarem depois, para dar um auxílio para eles pós-tratamento”, conta.

Além da iniciativa de amigos, parentes e desconhecidos que doaram por meio da vaquinha, João Davi recebeu uma doação do CDL Social, programa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá. A organização entrou em contato com a família após ler a história do menino e doou um cheque no valor de R$ 2 mil.

“Quando ficamos sabendo, reunimos a diretoria do programa e de imediato foi aprovada a doação. É um caso especial e que nos sensibiliza como ser humano. É uma doação mais do que justa e necessária”, disse um dos diretores da CDL Social, Paulo Gasparoto.

Consulta e tratamento

Juntando os valores vindos de doações e da rifa, a família conseguiu juntar cerca de R$ 10 mil. O valor arrecadado será usado para as despesas iniciais da viagem. As passagens de Lauren e de João Davi foram providenciadas pelo programa de Tratamento Fora de Domicílio (TDF), do Sistema Único de Saúde (SUS).

Davi Burgo, pai de João, também vai viajar para dar suporte ao tratamento, porém a passagem dele foi paga com o dinheiro arrecadado.

“O pai do meu filho vai para me ajudar porque sozinha não dou conta. [João Davi] vai precisar ser carregado no colo”, diz Lauren.

Eles ficarão hospedados em um hotel durante os dias em São Paulo. O dinheiro também será utilizado para arcar com custos de transporte e alimentação.

De acordo com Lauren, a ida para São Paulo ainda não garante que o menino ficará internado. Ele passará por uma consulta no Hospital Santa Marcelina, na Capital paulista, na manhã da próxima segunda-feira (11).

A previsão é de que o tratamento dure pelo menos um ano. João vai precisar passar por sessões de quimioterapia e radioterapia.

“É um caso raro e eles vão estudar ainda, então vai ser um tratamento longo”, diz Lauren.

A mãe de João Davi está desempregada desde dezembro, quando o menino deu entrada no Pronto Socorro de Cuiabá. Desde então, ela contava com a ajuda de familiares, já que se dedica inteiramente ao tratamento do menino. Agora, ela agradece as doações recebidas.

“Eu só tenho a agradecer. O que eu tinha guardado acabou, usei para comprar algumas medicações, algumas coisas que ele precisava comer, os exames dele foram todos particulares. Me sinto muito agradecida, vou precisar muito”, afirma.
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet