Mato Grosso,
Sábado,
21 de Setembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Variedades

25/03/2019 | 09:20

Setasc e Ipem doam ração para Ong que resgata animais de rua em Cuiabá

Do Olhar Direto

Setasc e Ipem doam ração para Ong que resgata animais de rua em Cuiabá

Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) em parceria com o Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT), doou na quinta-feira (21) cerca de 130 quilos de ração e sachês de carne, para cães e gatos à Organização Não-Governamental “Cão Cuidado Cão Amor”, de Cuiabá. O local abriga cerca de 200 gatos e 70 cachorros, que foram  abandonados nas ruas da capital ou ainda recolhidos de casas ou canis ilegais.

A ração faz parte de uma série de produtos recolhidos em estabelecimentos e pontos de venda para ensaios quantitativo, que podem ser realizados de duas maneiras. A primeira é um pré-exame, ainda no mercado, pesando produtos e verificando se as indicações descritas nas embalagens estão corretas no quesito peso líquido. Caso haja indícios de possíveis erros, os materiais são encaminhados para os “laboratórios de massa”, onde técnicos do Ipem fazem uma análise com mais profundidade.

Exatamente por terem as embalagens abertas para esses ensaios, essas amostragens de produtos não podem ser comercializadas nas gôndolas e, portanto, são armazenadas no Ipem, aguardando para serem doadas. Um dos objetivos do Ipem ao se unir à Setasc, é a distribuição desses materiais colhidos. Para a secretária adjunta de Administração Sistêmica da pasta, Patrícia Camargo, todos ganham.

“A parceria tem sido fundamental para que nós possamos encaminhar para entidades e organizações sem fins lucrativos que, de fato, precisam de produtos e materiais no seu dia a dia. Além disso, ao longo do ano e conforme vamos recebendo esses materiais, faremos rodízio nas instituições. Todos saem ganhando, tantos animais como os resgatados pela Ong Cão Cuidado Cão Amor, como pessoas em situação de grande vulnerabilidade social atendidas por locais como a Pastoral do Migrante”, destaca.

No caso da Pastoral, na semana passada, a Setasc doou itens de higiene pessoal, como shampoos e sabonetes, e alimentos, como feijão, biscoitos, achocolatados e macarrão, ao local, que hoje recebe grande fluxo de venezuelanos e haitianos.
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet