Mato Grosso,
Terça-feira,
21 de Maio de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Saúde

30/04/2019 | 12:14

Parto sem dor, treinamento da mente empodera mulheres e recebem os filhos com ainda mais afeto

Redação TVmaisnews

Parto sem dor, treinamento da mente empodera mulheres e recebem os filhos com ainda mais afeto

Foto: Reprodução

Os registros de nascimento cresceram 2,6% entre 2016 e 2017, ano em que o Brasil ganhou 2,87 milhões de bebês. Os dados integram parte da pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2017. E como  essas novas vidas vêm ou devem vir ao mundo?

Hoje são muitos os termos usados pra definir parto, uma das principais particularidades do ser humano, a mais antiga e mais natural. Também são muitos os mitos, medos, teorias sobre o parto, quando a verdade, tudo o que ele precisa é ser leve e feliz. O caminho pode ser mais fácil do que se imagina.

O método do Parto sem dor – Método Neurodinâmico de Participação Ativa, desenvolvido pela doula Adriana Telles, com base nas mais diversas áreas  de formação que ela tem pretende empoderar a mulher pra ter um parto humanizado. Pra isso esclarece toda a fisiologia do parto, e treina a gestante para assumir o controle do seu próprio corpo, pra quando chegar a hora de receber o seu filho esse momento seja o mais prazeroso possível e menos doloroso.

A metodologia de Adriana é inspirada em estudos do médico francês Doutor Laamase, e na prática do método dele que foi aplicado pela primeira doula de Mato Grosso, dona Lucinha, hoje aposentada dessa função,  mas acompanhou 300 gestações  costuma dizer que tem mais de 300 filhos.

Hoje Adriana aplica todo o conhecimento em cursos pra gestante, um  treinamento de 17 semanas, que ensina técnicas  de respiração,  relaxamento,  controle da dor e do próprio parto, além da dança do parto que facilita o encaixe do bebê.  Além do curso,  uma vez por semana Adriana faz trabalho voluntário na maternidade do hospital Sta Helena,  hospital que faz maia partos em Mato Grosso. A doula ajuda as gestantes que estão com mais dificuldade no trabalho de parto, transforma o ambiente, encoraja, apoio, e ampara essas mulheres que muitas vezes precisam só de afeto pra protagonizar o parto.

Vanessa e Luma são duas gestantes que estão sendo acompanhadas no curso atualmente, são potências personagens.  O trabalho voluntário no Sta Helena também é muito interessante.

Pra conhecimento:

O método do Parto sem dor – Método Neurodinâmico de Participação Ativa embasado no método do Dr. Lamaze, aplicado em mais de 2500 parturientes, um método psicoprofilático – que preparava as gestantes através de treinamentosrespiratórios, usando ainda o princípio do reflexo condicionado de PAVLOV –fisiologista russo, que acreditava que todas as nossas respostas poderiam ser deteminadas pelo condicionamento dos estímulos. 

A primeira experiência sobre reflexos condicionados, foi a experiência de M. M Eroféeva, médico russo que testou descarga elétrica em um cão, depois que ele era alimentado, repedindo-se isso várias vezes. Após um tempo, quando a descarga elétrica era disparada, o animal não manifestava nenhuma reação, ele apenas salivava e estendia a cabeça para esperar a comida, tendo unicamente a reação alimentar. Os trabalhos de Eroféeva conduzem a duas noções fundamentais sobre a dor: é uma sensação cortical, pois é a nível do córtex e pode ser suprimida com um novo condicionamento.

Segundo Pernoud(1969), “o parteiro Velvoski que teve a ideia de aplicar a ideia de Pavlov sobre os reflexos nas dores do parto” e ainda segundo o mesmo autor, o médico francês Dr. Lamaze estudou o método de Velvoski aperfeiçoado por Karl Nicolaiev, primeiro telepata e estudioso da mente. O Dr. Lamaze junto com o Dr. Vellay, levaram para a França o método psicoprofilático e o implantaram na maternidade do Centro de Saúde dos Metalúrgicos, o parto sem dor, que retirava a dor da mulher através da educação psíquica.

A psicoprofilaxia se mantem no Método Neurodinâmico de participação Atipa, porém nosso método não é fidedigno, pois adota também outras técnicas e foi adaptado a nossa atualidade. Além dos reflexos condicionados e os exercícios respiratórios do período de dilatação; no período de expulsão, acrescentar-se-á a dança do parto com passo e exercícios respiratórios bem específicos.

O método que propomos fundamentado na neurociência, acrescenta ainda a programação neurolinguística, a gestão do comportamento, a ambientação como estímulo desencadeador de emoções positivas, a propriocepção – a consciência do espaço que o corpo ocupa, como potente estimulante da analgesia endógena.

O Método Neurodinâmico de Participação ativa tem como objetivo principal dar a mulher condições de se tornar ativa no trabalho de parto, assegurando-lhe a autoconfiança, autoestima e conhecimento das atitudes necessárias. O método está distribuído em aulas que serão adequadas a realidade da parturiente, conforme seu grau de escolaridade, entendimento, aprendizado e experiências anteriores.
 
ADRIANA TELLES

É Analista Clínica, especialista em Ciências da Saúde, especialista em Toxicologia Forense , especialista em Coaching e Lidereança, especialista em Perícia Criminal, especialista em Gestão de Pessoas,  pós graduanda em Neurociências, pós graduanda em Saúde da Muher, Practitiorer em neurociências, Header Trainer, Leader Trainer, Hipnóloga, Diamond pelo Instituto VOCÊ.
 
Telefone pra contato: (65) 981215725

(Com Assessoria)
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet