Mato Grosso,
Domingo,
22 de Setembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Saúde

24/07/2019 | 07:37 - Atualizada em 24/07/2019 | 07:50

Santa Casa passa a ser hospital Estadual

Redação TVmaisnews

Santa Casa passa a ser hospital Estadual

Foto: Tchelo Figueiredo

A Capital passa a ter um hospital de alta complexidade sob gestão estadual a partir do dia 29 de julho, data em que o Hospital Estadual Santa Casa será reaberto para a população mato-grossense. O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes durante inauguração das intalações da unidade, que aconteceu na terça-feira (23.07), com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A unidade voltará a atender após o Estado assumir a gestão da unidade de saúde, que estava de portas fechadas desde março deste ano, e investir na realização de reforma e readequação de todo o prédio durante 60 dias, além de realizar a contratação de servidores para o atendimento.

“Só quem conheceu a Santa Casa antes sabe o que esta equipe conseguiu fazer em 60 dias nessa unidade. Mato Grosso passa pela primeira vez ao longo da sua história a ter um Hospital Estadual de Alta Complexidade em Cuiabá. Era uma disfunção do nosso sistema de Saúde não termos na Capital um Hospital referência do Estado. Na segunda-feira teremos 80% dos serviços funcionando normalmente e atendendo a nossa população”, comemora o governador Mauro Mendes.

Na solenidade de inauguração, o governador agradeceu ao presidente da República, Jair Bolsonaro, ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, aos deputados estaduais, federais, senadores, e toda equipe envolvida na restruturação, que somaram forças para reorganizar a Saúde de Mato Grosso, e para a reabertura do Hospital.

“Sem o apoio do Ministério dificilmente estaríamos fazendo esta reabertura do Hospital, que vai ser fundamental para o equilíbrio e o desempenho da Saúde de Mato Grosso. Quero agradecer muito à nossa bancada federal que também empenhou muito, aos nossos senadores que estiveram comigo, e isso foi fundamental para que pudéssemos costurar este apoio”, afirma o chefe do Executivo sobre o aporte financeiro recebido do governo federal.



Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, visita estrutura do Hospital Santa Casa. Foto: Tchelo Figueiredo.

Conforme o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, quem ganha com a nova unidade é a sociedade de Mato Grosso. Além do recurso de aproximadamente R$ 2 milhões para a reforma, o ministério disponibilizou uma equipe federal para credenciar todos os serviços novamente junto ao SUS.

“Isso que estão fazendo de reabrir, com o esforço do Mauro e de sua equipe, é um respeito com todos que já fizeram anteriormente um chamado para ajudar. É para que a gente não perca as nossas raízes mato-grossenses, e a Santa Casa talvez seja o maior símbolo na área de Saúde, de tudo que foi feito na área da Saúde”.

O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, ressaltou a reforma administrativa que ocorreu na unidade para tornar possível a gestão do Hospital.

“Estamos entregando à população um Hospital vocacionado a alta complexidade, que vai atender a toda a população, 100% pelo SUS, financiado pelo Estado e pelo governo Federal”, pontuou o secretário durante a solenidade.

Com a nova estrutura e organização da gestão estadual, a folha de pagamento foi “enxugada” para possibilitar a reabertura da unidade. A maior parte dos novos contratos é com Pessoa Jurídica (PJ), por equipe, nas áreas de enfermagem, e no setor administrativo, que envolve setor de psicologia, nutrição clínica, assistente social, fisioterapia. Nesta primeira etapa, foram contratados 255 servidores, dos quais 101 já eram funcionários da antiga Santa Casa.

O paciente atendido pela Santa Casa passará pela regulação, ou por um encaminhamento de outra unidade como um Posto de Saúde, por exemplo. “O Hospital não será porta aberta. Se o paciente tiver internado em outro hospital e for necessário vir pra cá fazer uma cirurgia, ou ficar internado em uma UTI, também será pela regulação do SUS”, ressalta a diretora do Hospital Santa Casa, Danielle Bertucini.

Também compareceram à solenidade os senadores Jayme Campos, Wellington Fagundes, os deputados federais e estaduais, secretários de Estado, prefeitos, vereadores de vários municípios, e a primeira-dama, Virgínia Mendes. 

Atendimento

A abertura do atendimento marcada para o dia 29 de julho atende ao prazo para o cumprimento dos protocolos de desinfecção hospitalar. Depois da conclusão dos procedimentos de higienização, o hospital retomará os atendimentos nas áreas de Oncologia (tratamento de câncer), Nefrologia (hemodiálise), UTI Adulto, Pediátrica e Neonatal, Pronto Atendimento Infantil, cirurgias pediátricas e cirurgia geral.

Após o fechamento da unidade por questões financeiras, em março deste ano, o governo do Estado decretou, em maio, a requisição administrativa dos bens e serviços da Santa Casa de Misericórdia, assumindo o controle da unidade com objetivo de assegurar os atendimentos aos cidadãos que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS). (Com assessoria)
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet