Mato Grosso,
Terça-feira,
17 de Setembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Polícia

29/07/2019 | 11:06 - Atualizada em 29/07/2019 | 11:08

Polícia Federal e Gefron fecham garimpo ilegal e prendem 7 por associação criminosa

Gazeta Digital

Polícia Federal e Gefron fecham garimpo ilegal e prendem 7 por associação criminosa

Foto: Reprodução

Sete pessoas foram presas acusadas de grilagem de terras, crimes ambientais e tráfico de drogas, em Porto Esperidião (326 km ao Oeste de Cuiabá), em uma operação integrada entre a Polícia Federal e o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron).

De acordo com as informações, uma denúncia chegou até a PF em Cáceres relatando que um grupo estaria iniciando um garimpo ilegal às margens do Rio Aguapey, em uma área particular. 

Equipes se deslocaram até o local indicado e quando chegaram, foram recebidos com tiros pelo grupo. Alguns correram e conseguiram se esconder dentro da mata. Ninguém ficou ferido durante a troca de tiros. Já 7 pessoas foram imobilizadas e detidas pelos policiais, que durante a checagem no local, encontraram os indícios dos crimes citados na denúncia. 

Aos policiais, os suspeitos assumiram a prática de grilagem de terras e disseram ainda que iriam “tomar” a fazenda. 

O grupo, que é de Pontes e Lacerda e da Comunidade Bocaiuval, em Porto Esperidião, será autuado ainda pelos crimes de associação criminosa e esbulho possessório.

Durante a revista no local, a PF encontrou ainda uma quantidade considerável de maconha com um dos suspeitos, que também será autuado por tráfico de drogas.

 Devido ao processo civil, serão multados entre R$ 5 a R$ 100 mil, por pessoa, além da ordem de reparar os danos ambientais causados na área.  Gefron e PF informaram ainda que buscam os outros suspeitos que fugiram para dentro da mata.
 
Assista Ao Vivo
 
Sitevip Internet